AS ROTAS
DOS AÇORES

Descubra as

Rotas dos Açores

Confrontados com uma Natureza esfuziante, os Açorianos moldaram-na e moldaram-se às suas vicissitudes ao longo dos séculos: desenvolvimento de cidades, vilas e freguesias em sopés de vulcões, práticas agrícolas exploradoras de um solo tão particular, atividades económicas assentes na vida do Oceano.

Agora, com as Rotas Açores – Itinerários Culturais e Paisagísticos pode finalmente descobrir e experimentar a Cultura tão singular deste Arquipélago Atlântico, sempre na perspetiva dos seus habitantes e da sua forçada adaptação a esta circunstância geográfica tão singular: afinal, a Natureza dos Açores é, antes de tudo, as Pessoas.

ROTA DA

BALEAÇÃO

A necessidade e a oportunidade empurraram o homem açoriano para a perseguição aos cachalotes, desde a segunda metade do século XIX até aos anos 80 do século XX.

Numa Rota presente em todas as ilhas do Arquipélago, desvendamos as ferramentas de trabalho, os botes, as fábricas, as oficinas, as rampas, os traióis e as vigias que continuam, à data de hoje, a marcar a paisagem açoriana.

Mas, sobretudo, conhecemos os testemunhos desta aventura marítima, os medos, os pensamentos, os desastres e a adrenalina desta relação necessária “homem – oceano – animal”.

ROTA DOS

VULCÕES

Sem eles, não havia Açores. Sem eles, não havia Cultura Açoriana. Para além da compreensão do fenómeno geológico em si mesmo, a Rota dos Vulcões, transversal a todas as ilhas, contextualiza a relação umbilical do Homem dos Açores com a Natureza ao longo de milénios e ilustra todos os constrangimentos desta cohabitação forçada até aos dias de hoje.

ROTA DAS

VINHAS

Assente na particularidade dos solos vulcânicos dos Açores, a cultura da vinha no Arquipélago desenvolveu-se desde o início do povoamento das ilhas. A necessidade de subsistência, o engenho e a capacidade do homem açoriano em integrar-se na paisagem herdada e dela tirar rendimento originaram uma prática cultural, que hoje se encontra em franco crescimento e que foi celebrada em 2004, com o título de Paisagem Cultural da Humanidade pela UNESCO, nos extensos campos de lava da Ilha do Pico.

A Rota das Vinhas é a oportunidade de experienciar a história desta cultura com cerca de 5 séculos, em solares e casas agrícolas, adegas, cooperativas, portinhos, rola-pipas, currais, rilheiras, poços, festividades e práticas familiares, bem como saborear a sua modernidade sofisticada com os produtores de vinho das 3 ilhas com selo da Denominação de Origem (Pico, Graciosa e Biscoitos na Terceira) e dos novíssimos territórios de produção (São Miguel, Faial e Santa Maria).

“A NATUREZA DOS AÇORES É,

ANTES DE TUDO, AS PESSOAS.”

TESTEMUNHO

Deixe a sua opinião e ajude-nos a melhorar

Siga-nos

nas redes sociais
  • Informações

  (+351) 295 404 800
  rotasacores@azores.gov.pt

© 2022 Presidência do Governo dos Açores
Desenvolvido por Azoreslab – Marketing Agency

Direção Regional do Turismo
Secretaria Regional dos Transportes, Turismo e Energia

  Rua Comendador Ernesto Rebelo, 14, 9900-112 Horta, Faial – Açores
  (+351) 292 200 500      acoresturismo@azores.gov.pt

footerLogos
  • Informações

  (+351) 295 404 800
  rotasacores@azores.gov.pt

Direção Regional do Turismo
Secretaria Regional dos Transportes, Turismo e Energia

  Rua Comendador Ernesto Rebelo, 14, 9900-112 Horta, Faial – Açores
  (+351) 292 200 500
   acoresturismo@azores.gov.pt

© 2022 Presidência do Governo dos Açores
Desenvolvido por Azoreslab – Marketing Agency

X
Skip to content